Return to site

Algumas reflexões sobre ansiedade, propósito de vida e mapa dos sonhos

· Insegurança,Reflexão,Ansiedade,Mapa dos Sonhos

Deparei-me há pouco tempo com um cansaço e uma extrema ansiedade no meu corpo. Todos os dias ficava super exausta e sem vontade de fazer coisa alguma. Não sei se isso acontece com todo mundo que acaba de sair do ensino médio ou se é algo meu mesmo; o que sei é que foram dias muito maçantes.

Quando eu ainda estudava era tudo muito tranquilo (em partes). Pelo menos eu tinha disposição para realizar o que me ‘desse na telha’. Foi então que eu parei para pensar no que havia mudado, porque, tirando as dez horas que eu passava no colégio, minha rotina está praticamente igual: eu continuo acordando cedo (não às 5:00 hrs, mas umas 9:00 hrs, o que ainda é cedo); almoço uma comidinha maravilhosa por volta de 13:00 hrs (mesmo horário do almoço do colégio); faço exercícios diariamente… Enfim, acho que o foco nos estudos foi o que eu deixei um pouco de lado, agora estou esperando o fruto desses estudos com a aprovação nos vestibulares.

E põe ansiedade nessa espera. O pior é que não basta aguardar a aprovação, é preciso pensar em como você vai sobreviver dali para a frente, pois algumas universidades são em outras cidades, em lugares tão pacatos que eu nem sabia que existiam. Tem dias que eu praticamente passo boa parte do meu tempo em frente ao computador vendo rotas no Google Maps, rotas essas que só me mostram que morar longe de casa não é mais questão de escolha, o negócio é ir e ponto final.

Por isso que eu digo que a gente às vezes reclama de barriga cheia. Lembro como se fosse ontem: meus amigos e eu estudando na biblioteca e falando super mal da quantidade de provas tão complexas que tínhamos que fazer. Noossa! 'Meter o louco' era com a gente mesmo. Contudo, o que mal sabíamos é que aquela fase era importante para que hoje, por exemplo, eu não estivesse me descabelando de preocupação para saber se fui aprovada ou não em uma faculdade.

É por isso que eu digo - e eu digo muitas coisas só por dizer mesmo, porque pôr em prática é ‘outros quinhentos’ -, digo que é necessário viver no presente sem se esquecer do futuro. E é difícil conciliar essas coisas porque ou relaxamos muito no hoje, ou bitolamos muito no amanhã. Saca?

Depois que eu tive essas viagens muito loucas sobre presente, futuro e ansiedade, procurei formas para realizar minhas metas e amenizar um pouco a fadiga. Me dei conta de que precisava resolver isso, pois comecei a sentir um constante desespero toda vez que me deitava e pensava no dia seguinte. Era como se eu estivesse sem planos e tudo fosse se repetir na minha vida. O que faltava para o meu ser hiperativo era um propósito, um impulso inicial que eu encontrei neste vídeo:

Espero que você assista, pois é muito bom.​

Se você viu o vídeo, ficará mais fácil para acompanhar o que virá a seguir, mas se não assistiu, tudo bem também, segue o fluxo.

A Sabrina Pimentel comenta a importância do mapa dos sonhos para a concretização daquilo que se quer. Quando nós colocamos no papel, conseguimos visualizar e isso passa a ser não apenas uma ideia que vem e desaparece na nossa cabeça. O seu mapa dos sonhos é apenas seu, com projetos só seus. Portanto, além de acreditar, encarregue-se de realizar cada tópico da listinha.

Lembre-se: uma vida sem planos perde toda a graça e passa a ficar como o episódio "White Bear" de Black Mirror: EM LOOPING.

Abraços

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OKSubscriptions powered by Strikingly